sexta-feira, 16 de novembro de 2018

Mentira na infância


MENTIRA NA INFÂNCIA

              A mentira é aprendida na infância e quando a criança passa a mentir com frequência, deve-se investigar seu lar, pois pode estar copiando alguns hábitos familiares.
              Quando perceber que a criança está mentindo, converse sobre aquela situação com tranquilidade e clareza.
              A criança pode mentir com mais frequência devido a sua imaturidade mental.
              Todas as pessoas mentem ou já mentiram, é uma necessidade social e faz parte da autopreservação, por isso é fundamental os pais estarem atentos na educação dos seus filhos, para que no futuro não se tornem mentirosos compulsivos ou mitomaníacos.

Paula Espíndola




quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Os sinais dos mentirosos


OS SINAIS DOS MENTIROSOS

              Segundo estudiosos, a pessoa quando está mentindo, apresenta alguns sinais como:
·       Mudança em sua respiração e movimentos rápidos da posição da cabeça;
·       Repetem palavras ou frases;
·       Ficam mais nervosas e apresentam sudorese;
·       Ficam mais agitadas e inquietas;
·       Tendem a contar histórias mais sucintas para não esquecer a mentira.
Fique atento nesses sinais!

Paula Espíndola




quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Mentiras Compulsivas


MENTIRAS COMPULSIVAS

              Existem pessoas que não sabem viver sem mentiras, aprenderam esse comportamento em algum momento da vida para se proteger ou até mesmo se beneficiar de algo.
              Temos o mitomaníaco, que é aquele que tem a compulsão por mentiras e temos a Pseudolalia, que é a mentira compulsiva resultante de um longo vício de mentir.
              O vício em mentir é adquirido de maneira inconsciente, a pessoa se acostuma com as mentiras e isso pode ser prejudicial, pois vai perdendo a noção da realidade.

Paula Espíndola




terça-feira, 13 de novembro de 2018

O motivo da mentira


O MOTIVO DA MENTIRA

              Todo ser humano mente, pois a mentira está intrínseca na necessidade do indivíduo, só que uns mentem mais e outros mentem menos.
O principal motivo que levam as pessoas a mentir é a necessidade de proteger-se de alguma situação negativa e assim preservar a autoimagem.
Existem várias pesquisas com o número de mentiras contadas por dia, mas na minha opinião, não dá para generalizar, porque as pessoas são diferentes. O fato é que todos mentem, uns com mais e outros com menos frequência.

Paula Espíndola  




segunda-feira, 12 de novembro de 2018

Lidando com as pessoas mentirosas


LIDANDO COM AS PESSOAS MENTIROSAS

Quando a pessoa mente muito, ela acaba acreditando em sua própria mentira.
Para lidar com pessoas mentirosas:
·       Não rotule como mentiroso;
·       Não dê oportunidade para o outro mentir;
·       Aprecie o comportamento positivo.
E para quem convive com pessoas que mentem compulsivamente, deve-se acusar menos e falar o que você está sentindo diante daquela situação.
A psicoterapia é muito indicada no caso de pessoas que mentem compulsivamente, assim tornar consciente para o indivíduo, os prejuízos que seu comportamento trouxe tanto para si próprio como para os outros.

Paula Espíndola





sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Atendimentos psicológicos online

Atendendo a alguns pedidos estou aqui para convidar a conhecer meu site de atendimentos online, caso tenha interesse em ser atendido por mim, envie uma mensagem no site. Estou à disposição para ajudá-los a melhorar a qualidade dos relacionamentos. www.insightpsiqueonline.com.br

www.insightpsiqueonline.com.br


Mitomania


MITOMANIA

              A pessoa que mente o tempo todo é chamada de mitomaníaco ou mentiroso compulsivo.
              A mitomania é:
·       A compulsão por mentiras;
·       Um transtorno psicológico, quando se tem a mentira em excesso de forma compulsiva;
·       A mentira patológica, onde a pessoa vive num mundo paralelo, tem baixa autoestima, é inseguro e com lares problemáticos;
·       Quando a pessoa mente compulsivamente e muitas vezes acredita em sua própria mentira.
Você conhece algum mitomaníaco? Já compartilhe esse texto com as pessoas que convivem com mentirosos compulsivos.

Paula Espíndola