terça-feira, 23 de outubro de 2018

Enfrente o medo


ENFRENTE SEU MEDO

              Medo! Algo que ocorre muito com as pessoas. Mas o que é o medo?
              Medo é uma sensação natural em que todos nós passamos em algum momento e que deve ser enfrentado. É um sentimento de insegurança em relação a algo ou alguém.
              O medo é um estado emocional, quando estamos diante de uma situação que julgamos trazer perigo ou alguma ameaça a sua segurança, provocando reações físicas e emocionais.
              Para vencer o medo deve-se:
·       Reconhecer qual seu medo;
·       Perceber as suas reações físicas e emocionais;
·       Refletir sobre os pensamentos negativos;
·       Focar no presente e não sofrer por antecipação;
·       Não ter receio de enfrentar o seu medo;
·       Faça pequenos movimentos para esse enfrentamento;
·       Sempre reconheça suas conquistas.
Se essa situação estiver sendo muito ameaçadora, procure a psicoterapia para lidar melhor com esse medo.

Paula Espíndola




segunda-feira, 22 de outubro de 2018

O primeiro encontro


O PRIMEIRO ENCONTRO

A ansiedade do primeiro encontro é algo natural, porque cria-se expectativas para que esse possível relacionamento dê muito certo.
              As principais expectativas para um novo romance são:
·       Querer ser amado acima de tudo;
·       Querer ser o centro das atenções do outro;
·       Ter a certeza de que relacionamento será eterno.
Após o primeiro encontro tem que aprender a controlar a ansiedade que geram muitas expectativas.
Controle essa ansiedade, espere o movimento dele, pois se tiver que acontecer esse romance, ninguém conseguirá impedir.
Dê tempo ao tempo e espere o que estará por vir, pois se tiver que dar certo, acontecerá naturalmente.

Paula Espíndola



sexta-feira, 19 de outubro de 2018

Falta de desejo sexual


FALTA DE DESEJO SEXUAL

              Vários motivos podem levar a falta de libido, mas cada caso tem seu motivo particular, por isso é fundamental a psicoterapia para entender o real motivo que levou a essa situação.
              As principais causas emocionais da falta de desejo sexual são:
·       Valores e regras sociais;
·       Traumas do passado;
·       Estresse;
·       Medo da intimidade;
·       Baixa autoestima;
·       Medo de ser abandonado;
·       Desequilíbrio emocional.
Procure ajuda psicológica!

Paula Espíndola



quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Educação dos jovens


EDUCAÇÃO DOS JOVENS

              Muitos pais questionam se a educação dos seus filhos está sendo válida, já que com o passar do tempo, as ideias vão mudando muito, mas o importante são os valores familiares que são transmitidos aos filhos.
              É fundamental, quando essa educação familiar, dá abertura para que seus filhos posicionem suas ideias e que aprendam a escutar os seus pais, para assim chegar num consenso e ficar mais fácil lidar com esses jovens.
              Portanto, não importa o que irão ouvir por aí, mas o que tem dentro de si, suas virtudes e valores.

Paula Espíndola



quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Diferença de Idade


DIFERENÇA DE IDADE

              A diferença de idade é um conflito familiar muito comum, tanto no caso dos filhos, quanto dos pais, quando se apaixonam por pessoas mais novas.
              Os pais sempre querem o melhor para seus filhos, mas a decisão de escolher o parceiro só cabe a eles mesmos.
              Os pais não podem exigir, que façam aquilo que desejam, pois tem que aprender a respeitar a decisão dos filhos. Deixe viver essas relações e se dará certo somente o tempo dirá, então não adianta sofrer por antecipação.
              Já no outro caso, geralmente os filhos demoram mais a aceitar um novo relacionamento dos seus pais, pois tem aquele sonho de que a família volte a ser como era antes.
              Para reverter isso, será necessário conversar com os filhos, expor que gosta do parceiro, mas que isso jamais irá abalar esse amor materno, que é incondicional.

Paula Espíndola
             




terça-feira, 16 de outubro de 2018

Doenças Familiares


DOENÇAS FAMILIARES

              Durante o relacionamento podem ocorrer situações que estão fora do nosso controle, como por exemplo das doenças que fogem de nosso controle e não está em nosso alcance de mudanças repentinas.
              É claro que essas situações são momentos difíceis, delicados, dolorosos e que mexem muito com autoestima das pessoas.
              Nesses momentos é importante focar a energia em aspectos positivos, pois essas situações deixam o lado emocional fragilizado.
              E quando autoestima estiver muito abalada, procure psicoterapia para se fortalecer e assim termos condições psicológicas de darmos apoio, acolhimento, afeto e carinho, pois poderá ser transformador na vida do outro.

Paula Espíndola




segunda-feira, 15 de outubro de 2018

Adotar ou não?


ADOTAR OU NÃO?

              O namoro é uma relação afetiva entre duas pessoas unidas pela atração e desejo de estarem juntas, partilhar experiências.
              É conhecer bem a pessoa e ter prazer de estarem juntas.
              Esse compartilhar sonhos e desejos exige uma certa maturidade emocional. Por isso é muito importante na fase do namoro, conversar muito com seu parceiro para saber bem dos seus gostos, preferências e inclusive o fato de ter ou não filhos.
              Com o passar do tempo, muitos casais passam por conflitos quando percebe que um deles não poderá gerar filhos.
              Portanto, é fundamental o diálogo, conversar sobre todas as possibilidades, inclusive se concordam mutuamente com o caso de adoção de um filho para que no futuro ninguém se sinta frustrado.
Paula Espíndola