sexta-feira, 29 de maio de 2020

14 - CARTA PARA PSICÓLOGA


Características de pais abusivos


CARACTERÍSTICAS DE PAIS ABUSIVOS
              Geralmente, os pais abusivos trazem traumas do passado pela educação recebida, por estresse e pressão sofridas em seu cotidiano e muitas vezes querem preencher seu próprio vazio interno, depositando suas conquistas no outro.
              Reconheça algumas características dos pais abusivos, que são:
·       Uso de ameaça;
·       Imposição de regras;
·       Controle excessivo, fora do comum, dos amigos, dos lugares que os filhos frequentam e das conversas;
·       Invasão exagerada de privacidade;
·       Constante desconfiança e críticas;
·       Muitos partem até para agressão física.
Reconhece essas características em seus pais? Tente conversar com eles, caso não aceite, procure uma psicoterapia para entender todo processo e saber encarar essa situação.
Paula Espíndola
#paisabusivos #relacionamentoabusivo #paulaespindolapsicologa #insightpsique

quinta-feira, 28 de maio de 2020

LIVE 75 - Amor ou dependência emocional?


Eu mereço estar nessa relação?


EU MEREÇO ESTAR NESSA RELAÇÃO?
              A decisão de sair de um relacionamento abusivo é um passo muito difícil, mesmo que esteja sofrendo muito com essa união.
              As pessoas sofrem muito por lembrar somente dos bons momentos. Sugiro que faça um exercício, escreva os maus momentos e as péssimas recordações em que finalmente se percebeu estar numa relação altamente destrutiva e abusiva.
              Para sair do relacionamento abusivo é fundamental se fazer alguns questionamentos.
              Qual é a minha função nessa relação?
              Por que me coloco nessa posição?
              Eu mereço estar nessa relação?
              Não será fácil responder essas indagações, mas seja o mais sincero consigo mesmo.
Paula Espíndola
#lutorelacionamento #relacionamentoabusivo #paulaespindolapsicologa #insightpsique

quarta-feira, 27 de maio de 2020

Pais abusivos


Será dependência emocional ou amor?


SERÁ AMOR OU DEPENDÊNCIA EMOCIONAL?
              A dependência emocional e a certeza de que não conseguirá viver sem a presença do parceiro, deixa a pessoa cada vez mais fragilizada e acaba se tornando submissa a essa situação.
              Terminando esse relacionamento sofrerá muito, isso será inevitável, mas quando conseguir reconhecer que essa pessoa estava te destruindo será algo libertador.
              É fundamental entender que amor e dependência emocional jamais caminham juntos.
              A pessoa codependente esquece de si mesmo, se sujeita a ficar sempre em segundo plano, não tem forças para tomar suas próprias decisões, gerando um grande desequilíbrio emocional.
              Aprenda a se amar e reconhecer que é merecedora de uma pessoa que te valoriza, agrade, inspire e reconheça suas virtudes.
Paula Espíndola
#amor #dependenciaemocional #relacionamentoabusivo #paulaespindolapsicologa #insightpsique

terça-feira, 26 de maio de 2020